quarta-feira, 8 de julho de 2009

Quarto minguante

estou proibida de falar contigo

mesmo que sejas o meu melhor amigo

é evitar o que não tem volta atrás

prevenir o que não sou capaz,

mas isso não tem qualquer valor

é um mundo de faz de conta

que vivo com pudor,

estou presente de alma 

em cada pensamento,

em todos os sonhos

em cada sorriso que tenho

nas lágrimas, nos suspiros,

não sais da minha cabeça

por mais que tente esquecer

preciso de ti para viver,

preciso de te olhar, respirar e absorver.

procuro a liberdade

para me poder expressar,

sinto saudade

quero voltar,

dar-te a mão e fugir,

tocar-te e fazer-te vir

observar-te a sorrir,

ser tua e tu seres meu,

reviver a Julieta e Romeu

seguir o nosso instinto

descobrir o que sinto,

desafiar o limite das sensações

atingir o auge das emoções

despertar novos sentidos

sentirmo-nos vivos.


Mariana Cruz

2008