segunda-feira, 12 de julho de 2010

Despertador

Ensinam-nos em pequenos
o que é certo e errado
o que devemos ou podemos,
aprendemos o significado
para um dia pormos em prática,
está tudo escrito, explicado
é assim a verdade,
cada palavra seu significado
e nós sabemos, está em nós.
quando erramos pedimos perdão
quando gostamos seguimos o coração,
não devemos mentir, nem mal falar
o que é nosso devemos cuidar,
as asneiras são feias
a violência é intolerável
somos livres, expressamos ideias,
somos todos iguais
e há respeito,
somos individuais
e há direito.
inveja, luxúria, vaidade
arrependimento, sinceridade
sabemos o que tudo isso quer dizer,
e em que circunstâncias o fazer.
sabemos???
eu acho que não...
eu acho que estamos todos esquecidos
ou estamos todos burros,
ou de cérebros adormecidos
para o que convém.
não há qualquer tipo de sentimento
de verdade ou envolvimento,
tudo parece ter um interesse
tudo é feito com egoísmo
o meu juízo não é esse
e não consigo compreender
muito menos acreditar
tenho tanta dificuldade em confiar...
perdi quaisquer expectativas,
o universo vai contra a minha máxima
ou então não, sou apenas neurótica
estou armada em deprimida revoltada
e vou passar a ser gótica
porque a vida afinal não é encantada...
mas não, não sou eu que estou errada,
porque eu sinto-me bem
quando faço alguém sorrir,
eu sinto-me ninguém
se não tiver de quem cuidar,
eu sinto!! sentir... sentimento!!!!
não preciso de me lembrar
porque nunca esqueço o que isso é.
As pessoas devem andar mortas
e nem sequer se aperceberam
porque pelos vistos não dão uso
a tudo aquilo que aprenderam.