segunda-feira, 20 de setembro de 2010

crash

No fim de tudo
o que mais dói
é saber que não valeu de nada
que foi uma fantochada,
palavras em vão
um sim que era não
um pesadelo,
pensamento sem sentido
não consegues entende-lo
não tem qualquer lógica
mas não pára de te atormentar.
passei a vida a sonhar
deitada
relaxada,
não sei como acordar
não sei como sair
muito menos como entrei
a única coisa que sei
é que errei,
não passaste de nada
de algo que não existiu
um desejo reprimido
um demónio que me possuiu
porque vieste?
para me fazer infeliz
porque acreditamos
no que o coração diz?
dói tanto
saber que não queres saber
dói no coração
não pára de doer...
só quero fechar os olhos
e não te encontrar
sai da minha cabeça
deixa-me voltar a sonhar
deixa-me voltar a sorrir...
não consigo dormir...