terça-feira, 15 de maio de 2012

Mulher

Nunca confies num homem
muito menos se tiver sensibilidade
na musica, nas frases, nos sonhos
em artes que não são realidade.
Esse homem é insaciável 
quer sempre mais e melhor
a carne é instável
uma mulher não lhe basta.
Esse homem esmera-se
na busca da imperfeição
conquista-te com requinte
finge-te o coração.
De maturidade pura
cavalheiro alternativo
tem sede de ideias
age instintivo
mata-te de amor
rega-te, penteia-te
é o príncipe sedutor
é o sapo encantado.
Faz-te voar num vinyl
faz a ti, faz a mil,
faz-te crer que és a mais
crês que elas não são as tais.
Ele é a lua gigante
no céu largo e escuro
tu és a estrela cintilante
rodeada de outras milhares.
não confies nas palavras
são contos deslumbrantes
que fazem de nós parvas.
não acredites no beijo
é a maneira de ele respirar
absorve-te a alma
enquanto te faz dançar.
todo ele é veneno
tóxico e delicioso
percorre o teu corpo
ele treme, nervoso
envolvido na sua saliva
cor-de-rosa, como os contos.
Nunca confies numa mulher
ela escreve sobre esse homem.