quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Outono

o dia esta nublado
as pálpebras fecham-se
e o humor esta mal humorado
é mais um dia mau .
vejo as horas em contagem decrescente
não vejo forma de passarem …
o futuro torna-se agora o presente
só espero que as horas não parem
por este andar …
vão parar .
tic tac tic tac
foi o ultimo segundo
o tempo parou
parou a vida e o mundo
e eu não sei para onde vou
talvez ao teu cruzamento
olhar para ti , observar
e entrar no teu pensamento
incompreensível
sentir – te intocável
no meu corpo sensível
o teu cheiro o teu calor …
eu amo esse amor …
deixas – me viciada
quanto menos te consumo
mais fico pedrada .
adoro essa sensação
é pura adrenalina
o descontrolo da pulsação
que não me deixa sentir menina …
não sei como te ter na mão
e não cabes no bolso da camisa .
tic tac
de volta a realidade
relembro teu rosto
mas tudo o que me resta e saudade
eu não te perdi …
mas tu perdeste – me a mim
apesar de te amar a ti .
um dia tudo tem um fim
as nuvens começam – se a afastar
eu dispo o casaco
e o sol já esta a espreitar
por um pequeno buraco .
eu meto os óculos escuros
nos lábios um baton ,
nos olhos um sorriso
é mais um dia bom .